SEJA BEM VINDO(A)! - Aproveite nossas ofertas!


  Contato : (21) 2714.6886

7150148-chica-adolescente-respirar-en-la-naturaleza-verde-fresco

Respire mais fácil: Obtenha sua vitamina D

A asma, que inflama e estreita as vias aéreas, se tornou mais comum nos últimos anos. Embora não haja nenhuma cura conhecida, ela pode ser controlada com medicação e evitando os alergênicos e outros gatilhos. Um novo estudo realizado por um pesquisador da Universidade de Tel Aviv aponta uma maneira conveniente, e de graça, para controlar os episódios de asma aguda: tomar sol.

De acordo com um estudo recentemente publicado no periódico Allergy, a medição e, se necessário, o aumento dos níveis de vitamina D pode ajudar a controlar os ataques de asma. A pesquisa, conduzida pelo Dr. Ronit Confino-Cohen do TAU’s Sackler Faculty of Medicina, Meir Medical Center, e Clalit Research Institute, e Dra. Becca Feldman do Clalit Research Institute  estudou os registros de milhões de pacientes e usou diagnósticos médicos, ao invés de auto-relatos, para a evidência de episódios de asma.

“A vitamina D tem efeitos imunomoduladores significativos e, como tal, foi creditada como tendo um efeito sobre a asma – uma doença imunologicamente mediada”, relatou o Dr. Confino-Cohen. “Mas a maior parte dos estudos existentes sobre a vitamina D e asma veio da população pediátrica e era inconsistente. Nosso estudo é único porque sua população de jovens adultos é muito grande e ‘não contaminada’ por outras doenças.”

 

Um amplo estudo

Dr. Confino-Cohen e sua equipe de pesquisadores analisaram os registros médicos de quase quatro milhões de membros dos serviços de saúde Clalit, o maior prestador de cuidados de saúde de Israel. Os níveis de vitamina D de 307.900 pessoas foram medidos entre 2008 e 2012 sendo levado em conta fatores preditores chave da asma, tais como obesidade, tabagismo e outras doenças crônicas. Dos cerca de 21 mil pacientes de asma estudados em Israel, aqueles com deficiência de vitamina D eram 25 por cento mais prováveis de terem pelo menos uma ocorrência repentina no passado recente do que os outros asmáticos. A “asma não controlada” foi definida como sendo prescrita com pelo menos cinco inaladores de resgate, uma prescrição de corticosteroides orais, ou visitar o médico para a asma, pelo menos, quatro vezes em um único ano.

“Nossos resultados acrescentam mais evidências na relação entre a vitamina D e asma, sugerindo efeitos benéficos da vitamina D sobre as exacerbações da asma”, disse Dr. Confino-Cohen. “Nós esperamos que novos estudos prospectivos apoiem os nossos resultados. Entretanto, nossos resultados suportam a recomendação para o rastreio dos níveis de vitamina D no subgrupo de pacientes com asma que apresentam exacerbações recorrentes. Naqueles com deficiência de vitamina D, a suplementação pode ser necessária.”

 

Ao sol?

Enquanto a maior parte da vitamina D no organismo das pessoas vem da exposição ao sol, os dermatologistas recomendam a obtenção do ingrediente de outras fontes – peixe, ovos, óleo de fígado de bacalhau, leite fortificado, ou um suplemento dietético – devido aos perigos da exposição excessiva ao sol.

“Nós sabemos muito sobre esta doença e muitas opções terapêuticas estão disponíveis. Por isso, é muito frustrante que a prevalência de asma não está diminuindo e muitos pacientes sofram exacerbações e prejuízo significativo em sua qualidade de vida”, o especialista em alergia e imunologia clínica, Dr. Confino-Cohen, disse. “O aumento dos níveis de vitamina D é algo que podemos facilmente fazer para melhorar a qualidade de vida dos pacientes.”

Com base nos resultados, os pesquisadores recomendam que as pessoas cuja asma não possa ser controlada com tratamentos existentes tenham seus níveis de vitamina D testados. Para aqueles com deficiência de vitamina D, os suplementos podem fazer sentido.

“Este estudo proporcionou uma oportunidade excepcional na pesquisa da asma. Eu recebi uma bolsa de investigação do Clalit Health Services, que nos forneceu a oportunidade de usar seu enorme banco de dados e conduzir o estudo com a equipe de profissionais de seu Instituto”, relatou o Dr. Confino-Cohen. “Prevemos mais investigação prospectiva que irá apoiar os nossos resultados e abrir uma nova modalidade de tratamento para a população de asmáticos não controlados.”

 

Traduzido por Essentia Pharma

Fonte:  http://www.sciencedaily.com/releases/2014/10/141028122631.htm

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>